Poeta Marcos Aurélio Gomes de Carvalho – Síntese biográfica

Marcos Aurélio Gomes de Carvalho

Natural da cidade de Bodocó, alto sertão pernambucano, o poeta Marco Di Aurélio inclui em seu currículo vasta experiência profissional que o tornara poeta de um lirismo límpido sensível às causas sociais e ao próximo, razão que provavelmente conduz a sua entrega total as raízes e a cultura popular nordestina. Sua verve poética e artística o conduz pelas artes plásticas, pelo cinema, pela fotografia pelos palcos, pelos contos e, sobretudo pela poética, muito embora se declara em seu Cordel intitulado AUTODIDATA, como transcrito:

Sou apenas um poeta

de letras ajuntador

não completei a escola

me ocupei trabalhador

mas não sou ignorante

de leitura interessante

nisso sim me fiz doutor.

 

Um doutor de entender

da vida sua grandeza

do mundo e seus confins

do belo a realeza

da rosa em seu carmim

da pureza de um jardim

ultrapassando a beleza.

 

Um doutor de entender

que a vida pura e bela

é um céu azul e branco

é um sítio sem cancela

uma canção entoada

uma vida derramada

e a gente em cima dela

 

Um doutor de entender

que tudo que vai tem volta

de um bicho que se prende

de outro que assim se solta

no ciclo da inspiração

em sua respiração

que no mundo não se esgota.

 

De entender que o destino

parece querendo ser

uma coisa já traçada

aquilo que tem que haver

pois não existe uma praça

o seu ar a sua graça

se não houver um querer.

 

Portanto sei entender

que a vida que aqui se tem

o tudo que aqui se faz

se projeta muito além

não vivemos numa estrada

como rota já traçada

a vida não é um trem

É preciso se buscar

no meio do existir

em tudo que se pensar

no chorar ou no sorrir

que a vida é qual o vento

que povoa o firmamento

eternamente a fluir.

 

Toda cosmologia

tenta mas não explica

o teor de tudo ser

enfeita e até complica

a razão do seu querer

procurando conhecer

o tudo que multiplica.

Como toda vida é

um conjunto de ilusão

construída ela está

pelo pó em suspensão

e a cada sopro vai

se levanta e depois cai

em nova combinação.

 

Em sua poética Marco Di Aurélio marca sua produção pelo tradicionalismo poético que caracteriza o cordel desde o conteúdo ao aspecto físico e xilográfico. Por outro lado, isto não o caracteriza conservador em seus posicionamentos, encarna um regionalismo nativista, sem radicalismos nem barreiras conservadoras. Escritor e cordelista, autor de vários folhetos de Literatura de Cordel, feitor de poemas e militante da Academia Paraibana de Poesias. Entre outras publicações, é autor do livro de contos autobiográficos sobre as coisas do sertão Com-Caso.

Sua obra transita do cordel ao soneto, do aboio à poesia moderna, das incelências aos musicais e documentário, tornando-se o autor da primeira edição de literatura de cordel no sistema Braille no Brasil, atividade que iniciou por meio do patrocínio da Secretaria de Educação da Prefeitura Municipal de João Pessoa, onde atualmente é radicado.

 

SABER DE NÓS

Saber de mim

é saber pouco

pois é de mim

saber-se o outro

quando bem sei

que lendo a lei

sou só um louco.

 

Saber de ti

sei que existo

sabendo nós

sabemos misto

querendo a dois

sabemos pois

desse imprevisto.

 

Não sabem eles

nossa loucura

eu que escrevo

essa estrutura

e tu não vês

quando me lês

não temos cura.

FONTES CONSULTADAS

BELIZÁRIO NETO, Manoel Messias. Cordelista pernambucano radicado na Paraíba, Marco Di Aurélio. In: CORDEL Paraíba: espaço destinado à publicação de poemas e informações diversas relacionadas com a literatura de cordel. Disponível em: <http://cordelparaiba.blogspot.com.br/2010/ 05/cordelista-pernambucano-radicado-na.html>. Acesso em: 10 nov. 2014.

CARVALHO, Marcos Aurélio Gomes de, (Marco di Aurélio). Arubu.  [S.l.]: [s.n.], 2001.  

MARCO DI Aurélio. Jornal da Besta Fubana. Disponível em: <http://www.luizberto.com/coluna/lapa-de-quengo-marco-di-aurelio>. Acesso em: 10 out. 2014.

VIEIRA, Fátima. Marco Di Aurélio. Disponível em: <http://www.fatima-vieira.com/marco_25.html>. Acesso em: 10 out. 2014.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s