Poeta Evaristo Geraldo da Silva – Síntese biográfica

Evaristo Geraldo da Silva (28/09/1968)

Evaristo Geraldo da Silva nasceu no dia 28 de setembro de 1968, na cidade de Quixadá, interior cearense, filho de uma família de 11 irmãos, em que cinco são poetas. Com Evaristo não poderia ser diferente (HAURÉLIO, 2011).

No ano de 2006, teve o cordel A incrível história da imperatriz Porcina selecionado pela Secretaria da Educação do Estado do Ceará para a biblioteca da EJA – Educação de Jovens e Adultos. Em 2008, o livro João e Maria (Editora IMEPH) foi selecionado pelo PAIC – Programa de Alfabetização na Idade Certa para compor o acervo das bibliotecas escolares.

O poeta fez uma adaptação do clássico A dama das camélias para a linguagem do cordel, pela Editora Nova Alexandria.

Em 2010, obteve novamente o reconhecimento de suas obras com O fogo de Minarã e Rachel de Queiroz – a dama do romance  que foram premiadas no Edital para autores cearenses, na categoria Prêmio Rachel de Queiroz de Literatura Infantil, evento promovido pela Secretaria de Cultura do Estado do Ceará.

Em 17 de novembro de 2012, ocorreu a X Bienal Internacional do Livro do Ceará, em Fortaleza, na Praça do Cordel, onde foi lançada a Coleção Reinos do Cordel. Entre os cinco livros editados pela Editora Armazém da Cultura, estava o livro intitulado: O Conde Mendigo e a Princesa Orgulhosa, do poeta Evaristo Geraldo da Silva, que remonta um cenário de magia e encantamento, realizando um cruzamento com assuntos da atualidade, da vida real. Esta obra tecida com fios de humor e diversão traz, paralelamente, uma reflexão sobre a maneira como as pessoas lidam com o dinheiro, e sobre quais são as nossas prioridades na vida.

O CONDE MENDIGO E A PRINCESA ORGULHOSA

Que a musa mãe dos poetas

Me cubra de amor e paz

Para narrar uma história

Dos tempos medievais

Recheada de mistérios

Drama e conceitos morais.

 

Já li histórias estranhas

Cheia de gente ruim

De cavaleiro afamado,

Fada, príncipe e Serafim

E aqui transcrevo ao leitor

Um conto dos Irmãos Grimm.

 

Deus não faz acepção

Pois vê todo mundo igual

Rico, pobre, índio ou negro,

Sem distinção social

Quando morrem todos vão

Enfim pro mesmo local.

(p. 1)

[…]

Este cordel, por sua vez, já havia sido publicado no ano de 2006, como segue esta versão acima, foi reeditado e lançado em 2012, compondo assim, a coleção Reinos do Cordel.

Em seus textos e contextos, o poeta cordelista contemporâneo Evaristo Geraldo da Silva escreve em um clima de humor e encantamento, remontando em seus trabalhos possibilidades de reflexões próprias do leitor.

FONTES CONSULTADAS

CORDEL baiano na X Bienal Internacional do Livro do Ceará. In: Oficina de Cordel. [S.l.: s.n., 20?]. Disponível em: <http://oficinadecordel.blogspot.com.br/2012/11/cordel-baiano-da-x-bienal-internacional.html>. Acesso em: 05 nov. 2014.

EVARISTO Geral. In: Giramundo Editora. [S.l.: s.n., 20?]. Disponível em: <http://www.editoragiramundo.com .br/pag_col_evaristo_geraldo.html>. Acesso em: 20 nov. 2014.

HAURÉLIO, M. Dicionário básico de autores.  [S.l.: s.n., 20?]. Disponível em: <http://marcohaurelio.blogspot. com.br/2011/06/dicionario-basico-de-autores-de-cordel.html>. Acesso em: 20 out. 2014.

SILVA, E. G. O conde mendigo e a princesa orgulhosa.  Fortaleza: Tupynanquim Editora, 2006.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s