Poeta Antônio Alves da Silva – Síntese Biográfica

Antônio Alves da Silva (07/06/1928 – 14/08/2013)

Veio ao mundo em um dia especial, Dia das Musas, entidades mitológicas inspiradoras dos artistas. Nascido em 7 de junho de 1928, Antônio Alves da Silva “extraordinário romancista, dominava todas as formas fixas do verso popular e tinha no humor seu traço mais marcante”. (HAURÉLIO, 2013). Natural do município de Mata de São João, no recôncavo baiano, nasceu de parto natural em uma casa de taipa, coberta de palha de pindoba, na Rua do Veludo, nos arredores do centro da cidade, tendo como genitores Ambrósio Prudêncio da Silva (motorneiro de bonde) e Leonor Ives do Nascimento (lavadeira).

Ficou órfão de mãe aos 5 anos e, aos 7, quase morreu afogado no rio Jacuípe, vindo a ser salvo por uma jovem veranista, da capital, evento esse que veio a ser tema do folheto intitulado: “O drama da minha vida”. Em meio a uma vida simples, Antônio só frequentou a escola até a 3ª série primária. Mudou-se para Salvador e, em consequência dos parcos recursos financeiros, não conseguiu prosseguir com os estudos, vindo a ser um autodidata.

Antônio residiu em Salvador – BA e no Rio de Janeiro – RJ, onde trabalhou ao lado do legendário Mestre Azulão, vindo a fixar-se em Feira de Santana – BA. Foi casado e teve seis filhos.

O estilo literário vindo de Portugal e acolhido na Bahia, unido às tradições populares oriundas do lugar onde nasceu, forjou o gosto do poeta, que aos 18 anos começou a escrever cordéis e tendo suas primeiras obras adquiridas pelo poeta alagoano radicado em Salvador – BA, Rodolfo Coelho Cavalcante.

Considerado expressivo cordelista baiano, visto como “mestre dos mestres na literatura de cordel” (SILVA, [s.d.]), ele escreveu mais de 100 títulos, muitos publicados pela Editora Luzeiro de São Paulo. Sua produção foi reconhecida e premiada, por cinco vezes em 1º lugar: três em Salvador – BA, um em Feira de Santana – BA, e em São Paulo – SP.

Com versos apresentando sátiras sociais e histórias de aventura, publicou: A princesa Jerusa e o gigante da ilha encantada, A crise na porta do pobre, João Terrível e o dragão vermelho, Maria Besta Sabida, João Azarento na corte da rainha Maravilha, As palhaçadas de João Errado, Últimos dias de Antônio Conselheiro na Guerra de Canudos.

Nas sextilhas de João Terrível e o dragão vermelho, cordel da Coleção Luzeiro,

“Leitores, meu pensamento
Penetra no feudalismo
Para contar um romance
De ação e de heroísmo,
No tempo em que neste mundo
Dominava o paganismo.
Este fato foi passado
Em terras orientais
De palácios encantados
E monstros descomunais,
Porque o povo só gosta
De romances colossais”.

Observamos um modelo de narrativa embasado em Leandro Gomes de Barros, do início do século XX, demostrando o arcabouço cultural do cordelista.

Após extensa e significativa produção literária, o poeta faleceu aos 85 anos, em 14 de agosto de 2013.

FONTES CONSULTADAS

AGOSTO e os poetas. [S.l.:S.n., 20?]. Disponível em: <http://acord acordel.blogspot.com.br/2013_08_11_archive.html>. Acesso em: 22 out. 2014.

HAURÉLIO, M. Luto no mundo do cordel. [S.l.:S.n., 20?]. Disponível em: <http://zecacordel.blogspot.com.br/2013/08/luto-no-mundo-do-cordel.html>. Acesso em: 22 out. 2014.

PERFIS biográficos. Casa Rui Barbosa. [S.l.:S.n., 20?]. Disponível em: <http://www.casaruibarbosa.gov.br/cordel/janela_perfis.html>. Acesso em: 22 out. 2014.

SILVA, A. A. Editora Luzeiro: biografias de poetas. [S.l.:S.n., 20?]. Disponível em: <http://editoraluzeiro.com.br/content/1-biografias-de-poetas>. Acesso em: 22 out. 2014.

______. João Terrível e o Dragão Vermelho: Luzeiro. [S.l.: s.n., 20?]. Disponível em: <http://editoraluzeiro.com.br/ cordeis/167-joao-terrivel-e-o-dragao-vermelho-luzeiro.html>. Acesso em: 22 out. 2014.

SILVA, C. M. V. Antônio Alves da Silva, mestre dos mestres na literatura de cordel – parte I. In: GUERRA, D. Blog professor repórter. [S.l.: s.n., 20?]. Disponível: <http://www.professorreporter. jornalfolhadoestado.com/noticias/255/antonio-alves-da-silva-mestre-dos-mestres-na-literatura-de-cordel–parte-i/>. Acesso em: 22 out. 2014.

______. Antônio Alves da Silva, mestre dos mestres na literatura de cordel – parte II. In: GUERRA, D. Blog professor repórter. [S.l. :s.n., 20?]. Disponível em: <http://www.professor reporter.jornalfolhadoestado.com/noticias/256/antonio-alves-da-silva-mestre-dos-mestres-na-literatura-de-cordel–parte-ii>. Acesso em: 22 out. 2014.

3 comentários sobre “Poeta Antônio Alves da Silva – Síntese Biográfica

  1. Boa tarde! Tenho um cordel de Antônio Alves, herança de minha mãe, mas não consta o ano, gostaria muito de saber, alguém pode me ajudar?
    “O SUPLÍCIO DE DOIS AMANTES NO ALTO DO PELOURINHO”
    Abraços

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s