Poeta João Quinto Sobrinho – Síntese biográfica

Há controvérsia sobre o local de nascimento do poeta popular paraibano João Quinto Sobrinho, pois na página 569 da obra Literatura Popular em Verso: antologia (1986), encontramos a informação que “[…] nasceu no Município de Cuité ou Cajazeiras, Estado da Paraíba”. Já no verbete da Enciclopédia Itaú Cultural, encontramos registro de que nasceu no município de Areia, onde consta como data de nascimento 24 de junho de 1900 e a de falecimento o ano de 1983, na cidade de Juazeiro do Norte (CE).

João Quinto Sobrinho “Mudou o nome para João de Cristo Rei, por ter alcançado graças numa promessa que fez ao Cristo Redentor” (LITERATURA …, 1986, p. 569).

O nome adotado por João Quinto Sobrinho, os nomes de santos que deu aos seus quatro filhos: Francisco de Assis, João Bosco, José Maria e Maria das Virgens e a sua verve poética demonstram sua religiosidade e devoção a julgar pelo número de cordéis dedicados a santos católicos, como afirma Lopes (1994), citado por Stinghen (2000, p. 66-67)

Falar em João de Cristo Rei é, de certa forma, falar sobre o ‘Movimento Religioso de Juazeiro’. Por intermédio de vários cordéis, esse talentoso poeta popular assumiu, em certo sentido, o papel de “porta-voz” das idéias e dos ideais que circula(va)m no imaginário dos fiéis devotos do Pe. Cícero. Dessa forma, estudar sua vida, sua poesia, significa, inevitavelmente, penetrar numa complexa rede de crenças do imaginário popular do Sertão. Há um sabor de coletividade quando falamos em João de Cristo Rei. O seu “perfil” confunde-se com o rosto dos peregrinos.

Viveu 52 anos em Juazeiro do Norte, entre os anos 1931 e 1983, mas antes de ir para o Ceará, ele foi professor de poesia do poeta paraibano José Clementino de Souto (LITERATURA …, 1986; OLIVEIRA; NICOLAU, 2007). De suas obras poéticas, apresentamos trecho do folheto História da Guerra de Juazeiro em 1914.

Vou descrever a batalha
Da guerra de Juazeiro,
Para se vê entre a luta
De metralha e Fuzileiro
O poder de meu Padrinho
A vitória do romeiro.
 
Antes de travarem a luta
Meu Padrinho disse assim:
— O governo do Estado
Se revoltou contra mim,
Para tomar Juazeiro
Prender tudo e me dar fim
 
Mas ele está enganado
Aqui não entra ninguém
Juazeiro é todo meu
E da mãe de Deus também
Parte aqui na minha terra
O cão, não teve e nem tem.
 
Não tenho medo de homem
Por mais que seja graúdo,
Acima de mim só Deus
Homem rico e casacudo
Querendo me dominar
Se derrota e perde tudo.
 
E disse ao Doutor Floro
Vamos cavar os valados
Que Franco Rabelo vem
Com seus batalhões armados
E nós não temos trincheiras
Para enfrentar os malvados.
(REI, 2014)

FONTES CONSULTADAS

JOÃO de Cristo Rei. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2017. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa5869/joao-de-cristo-rei&gt;. Acesso em: 01 Out. 2017. Verbete da Enciclopédia. ISBN: 978-85-7979-060-7

OLIVEIRA, Diana Reis de; NICOLAU, Marcos. José Alves Sobrinho sob o olhar da câmera: o processo de construção de um vídeo documentário sobre um mestre de cultura popular. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO, 30., 2007, Santos: Intercom – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação. Disponível em: <http://www.intercom.org.br/papers/nacionais/2007/resumos/R0190-2.pdf&gt;. Acesso em: 2 out. 2017.

REI, João de Cristo. História da guerra de Juazeiro em 1914. [S.l. : s.n.]. In: O BERRO NET. 20 mar. 2014. Disponível em: <http://oberronet.blogspot.com.br/2014/03/historia-da-guerra-de-juazeiro-em-1914.html&gt;. Acesso em: 2 out. 2017.

STINGHEN, Marcela Guasque. Padre Cícero: a canonização popular. 2000. 171 f. Dissertação (Mestrado em Teoria Literária) – Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Estudos da Linguagem, Campinas, 2000.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s