Poeta José Medeiros de Lacerda – Produção Literária

A caveira

A chegada de Antônio Ivo no céu

A cobra sabida

A conferência dos bichos

A cruz da menina

A cruz da moça

A cueca do matuto

A escravidão no Brasil e o Brasil na escravidão

A estrada mal assombrada

A festa do cemitério

A festa do galo manco

A filha do coronel e o ferreiro apaixonado

A história de Aurelita e o velho fanfarrão

A Lei Maria da Penha

A lenda da Alamoa e as loiras de hoje em dia

A lenda da cabeça satânica

A lenda da carruagem de Ana Jansen

A lenda da comadre Fulozinha

A lenda da mandioca

A lenda de Maringá

A lenda do Boitatá

A lenda do caboclo d’água

A lenda do Guaraná

A lenda do Jurupari

A lenda do Mapinguari

A moça e o marimbondo

A morte do cangaceiro Zé Baiano

A mula doida de mais

A mulher que deixou o marido por um vira-lata

A orquestra flatormônica da Vila Caritó

A Patativa do Assaré

A poesia de Patativa do Assaré

A queda da coroa no reino do formigueiro

A saga de um brocotó na praia de Camboinha

A saga do cangaceiro Sapiranga

Adágios em poesia

Adolgo Meia Noite

Antônio Ivo, um gigante adormecido

Antonio Silvino

Aruanda – na fundação do talhado

As irmãs de Puxinanã e o drama de Zé da Luz

As linhas do seu destino

As perguntas idiotas e as respostas de Seu Lunga – Parte 1

As perguntas idiotas e as respostas de Seu Lunga – Parte 2

As profecias do ano novo

Astrologia em cordel

Aventura pedagógica no centro de treinamento

Biscoitão 76

Botija na serra do malassombro

Braz Macacão – o poeta apaixonado

Cabeça de cuia – uma lenda do Piauí

Cego Aderaldo

Coração partido

Docival Alves – O poeta assassinado

Dois destinos

Dona Zefa caçadora

Dotor Caganeira

Dotor promessa

Filho que não ouve o pai

Habeas Pinho

Histórias de caçador

Holocaustro

Ingratidão

Jesuíno Brilhante, o cangaceiro fantasma

Lampião, o rei do cangaço – Parte 1

Lampião, o rei do cangaço – Parte II

Língua de aço

Manoel de Bia – sua história, sua poesia – 2

Manoel de Bia – sua história, sua poesia – 3

Manoel de Bia – sua história, sua poesia – 4

Manoel de Bia – sua história, sua poesia – 5

Manoel de Bia – sua história, sua poesia –Parte I

Mão criminosa

Massilon, o cangaceiro trapalhão

Mentiras de papagaio

Motes em cantoria (Parceria com diversos autores)

Motes em cantorias (Diversos autores)

Nelson Xandoca – uma biografia

No meu sertão é assim

Nordestinês – os falares do povo nordestino

O ABC da natureza

O barão orgulhoso e a vitória da humildade

O batismo do cachorro

O cabeleira

O caso da ferradura e as uvas de Jesus

O cego Sinfrônio

O cordel e o repente homegeiam Docival Alves (Diversos autores)

O corpo que a terra não quis

O dia que o mundo acabou nas terras do Maranhão

O ecologista do pé virado

O folclore brasileiro

O folclore, a viola, a cantoria

O galeguinho dos zói azul

O grande milagre

O império da caatinga

O linguajar para ibano (Dicionário Paraibês)

O menino caçador

O milagre da oração

O mito Lampião

O mundo é uma ilusão e a vida não vale nada (Mote em cordel)

O negrinho pastoreio

O Nordeste brasileiro

O operário divino

O Presidente Lula e o saco do fome zero

O primeiro avião que posou no Sabugi

O professor deveria ser melhor remunerado (Mote em cordel)

O que é o que é (1) Adivinhações em versos com as respostas rimadas

O que é o que é (2) Adivinhações em versos com as respostas rimadas

O que é o que é (3) Mais 40 adivinhações com as respostas rimadas

O que é o que é (4) Mais 40 adivinhações com as respostas rimadas

O rei coroado

O sapo dos navios

O segredo do cavalo Ventania

O segredo do retirante

O selo da morte

O significado dos sonhos

O Sítio do Bangalô de Severino Lêndia

O vaqueiro e a jibóia

O velório de Toinho e a raiva de Zé Maria

Olhos de luar – amor e ódio no canavial

Os costumes do passado e os usos de hoje em dia

Os desafios de Pinto do Monteiro

Os desafios de Zé Limeira e Anastácio Dantas

Os dez mandamentos do preguiçoso

Os direitos dos animais

Os profetas do sertão

Os sinais do tempo

Otacílio Batista – O Uirapurú do Nordeste

Pantéu – uma lenda pernambucana

Peleja de  Braz Macacão e Juca Cumbuca

Pinto do Monteiro – o cascavel do repente

Poemas de um homem só – Poemas diversos

Poemas em cantoria

Poemas em cantoria 2

Poemas em cantoria III

Poemas em cantorias IV (Diversos autores)

Poesia – o protótipo do amor (Com algumas parcerias)

Poesias (Com algumas colaborações)

Poética do corpo humano

Potoca, peido e poesia

Quando chove no sertão (Mote em cordel)

Quem matou Antonio Ivo?

Sendas poéticas (Poemas diversos)

Simpatias em cordel

Sinhô Pereira, o mentor de Lampião

Sonhei com a Fulozinha

Sonho, saudade e solidão (Diversos poemas)

Supertições

Terra caída

Tirou habilitação pra fazer casa de taipa

Um caçador barbatão

Um caçador de veados

Um caçador preá

Um novo amanhecer (Poemas diversos)

Um peido na maresia

Um vaqueiro caçador

Vaca louca – os dramas da ecologia

Vida e morte de Sansão

Vileva – o cangaceiro invencível

Viola, verso e cultura, ofícios da profissão

Volta seca – um cangaceiro na praia

Zé Marcolino – o poeta injustiçado

Zico da Conceição – o poeta suicida

Zito Siqueira – sua história verdadeira

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s